Resenha A Rosa do Inverno – Patrícia Cabot

A Rosa do Inverno - Patrícia Cabot
A Rosa do Inverno - Patrícia Cabot
A Rosa do Inverno – Patrícia Cabot

Oi gente!

O romance histórico da vez é “A Rosa do Inverno” da Patrícia Cabot lançado pela editora essÊncia, essa é a primeira vez que leio uma obra dessa autora, e gente, me apaixonei. O livro é um pouco mais longo do que os outros romances, e isso para mim é um ponto positivo, dá para curtir mais a leitura sem ficar com medo de que já vai acabar!  Hahaha


Como não gosto de estragar toda a emoção e envolvimento da narrativa proporcionada pela autora,  não vou contar os detalhes (como sempre) e sim apresentar os acontecimentos gerais do livro e também explicar os motivos pelos quais vale a pena a leitura.

A protagonista é Peegen MacDougal, tia do jovem Jeremy, que foi abandonado pela mãe logo após o falecimento do pai, até então o herdeiro do título de Duque de Rawlings. Quando a morte se aproximava do atual Duque de Rawlings, avô de Jeremy, ele então decide aceitar a jovem criança como seu herdeiro. O velho duque tem um segundo filho, Lord Edward, que se esforça em fazer a vontade do pai e vai atrás do menino para que este assuma o título.

É então que Edward conhece Peegen, quando ela fugia do vigário da cidade que a pedia em casamento e em uma situação de precária pobreza. Edward insiste para que Jeremy e a tia se mudem para Rawlings, entretanto, a moça tem personalidade forte e não consegue esquecer a rejeição da família de Edward em relação ao sobrinho. De maneira persuasiva, Peegen acaba sendo convencida a ir para Rawlings, em busca de uma vida melhor para o garoto.

A atração entre Edward e Peegen é instantânea, ambos não conseguem resistir, trocando um beijo apaixonante no mesmo dia em que se conhecem. A relação dos dois passa a ser controlada, ambos tentando acreditar que não se apaixonariam um pelo outro.

Peegen é totalmente contra a instituição do casamento, segundo ela, a mulher não deveria ser propriedade do homem e desta forma, ela não possui o menor desejo de se casar. Já Edward, possui uma amante, uma vizinha casada que insiste em dar grandes festas na mansão Rawlings sem se preocupar com os gastos, todos pagos por Lord Edward.

Peegen não consegue resistir aos encantos de Edward quando passam a viver sob o mesmo teto e acaba se apaixonando. Edward tenta resistir ao máximo, passando um tempo em Londres para tentar esquecê-la, mas quando volta, percebe amar Peegen mais do que tudo na vida.

“Foi quando os lábios dele começaram a deslizar por seu pescoço, de cima para baixo, que Pegeen soube que estava perdida”.

O gênio forte dos dois personagens deixa o livro com um ar bem engraçado, estão sempre discutindo e trocando ironias um com o outro, sempre com um fundinho de romance. Li o livro muito rápido, de tão entretida que estava com a história, recomendo muito! Estou louca para comprar os outros títulos da Patrícia Cabot, que já me conquistou com certeza! <3

“É assim que quero passar todas as noites pelo resto da minha vida”, sussurrou no ouvida dela. “Bem aqui, com você nos meus braços. Amanhã irei a Londres para tirar a licença especial para nos casar imediatamente. Não quero esperar” – Lord Edward Rawlings

Deixe uma resposta